Inicio Sobre Links Seguir ++ Bloglovin'
Nasetet
quinta-feira, 2 de novembro de 2017

Annyeonghaseyo! Olha quem voltou depois de dois meses para o mundo mágico da internet: Eu!! °˖✧◝(⁰▿⁰)◜✧˖° Espero que tenham conseguido alguns doces ou só aproveitado da melhor forma o mês do halloween!! Eu posso dizer, bem orgulhosa, que consegui tirar alguns chocolates e balinhas de açúcar de pouquíssimas pessoas. Ok, talvez não tenha sido exatamente por minha causa e sim pelo fato de estar grávida. Acho que ninguém quis arriscar pegar um terçol kkkk~ As pessoas ficam com medo de negar qualquer coisa, até quando você bate o pé falando que não quer aquilo. É bizarro! E falando em gravidez, eu acho que não contei ainda *música de suspense* Estou esperando uma meninA!! Foi difícil aceitar no começo da descoberta, mas agora estou muito feliz e ansiosa para ver o rostinho dela e apertar bastante. O nome que eu escolhi é Alice ❤ Não tem nenhum motivo especial para a escolha, é só porque eu acho bonito mesmo. Ela está prevista para nascer no final de Novembro, então aguardem novidades sobre o tema maternidade.
Eu resolvi participar da postagem coletiva de Outubro do Together, mesmo atrasada dois dias e não curtindo muitas coisas sobre o halloween. #sorrynotsorry Acho que vai ser divertido montar uma história de terror pelo menos uma vez na vida. Então vamos começar?





Esta postagem faz parte da Blogagem Coletiva de Outubro do Together, um projeto para unir a blogosfera! Para saber mais, clique aqui!





Você está com um grupo de amigos, e eles resolvem visitar um local ~assombrado~. Onde eles querem te levar?
Na casa velha e aparentemente abandonada no final da minha rua image

Ok, o local foi definido - mas e aí, qual a sua reação? Você vai?
A minha reação é a pior possível e é claro que eu não vou!

Seus amigos são sacanas e já tinham decido te arrastar independente da sua vontade. Como é o trajeto?
Tudo vai ficando sombrio na direção da casa. É como se ela estivesse espalhando algo ruim.

Ok, parece bom. Chegando lá, ninguém quer entrar no local ~assombrado~, e resolvem tirar no palitinho. Quem foi o escolhido? Claro que é você! E agora?
Ahhh, que legal! Agora eu tenho um micro falecimento e tento criar coragem já que ninguém me deixa ir pra casa. Mas ok, estou indo em direção à porta.

Bom, você é o protagonista, então independente da pergunta anterior, você adentra o local ~assombrado~. Quais são as primeiras 3 coisas que você vê?
Reparei que a casa não tem escadas, ou seja, é só um andar. Está bem suja e minha mãe iria ter um treco aqui dentro. E por último, tinha um quadro gigante de uma família que parecia feliz.

Hm, é, ok. E aí, é ~assombrado~ mesmo?
Olha, eu não diria assombrado, mas perigoso. Essa casa pode cair a qualquer momento!

Tá. Bom, de qualquer maneira, você precisa explorar um pouco mais. Ah é, seus amigos te obrigaram a fazer uma aposta! Qual era a aposta?
Aposta = Comida! Só assim pra me tirar de casa e me fazer entrar em uma casa velha sozinha. Se eu conseguisse tirar uma foto do lado de trás da casa, iria ter muita comida ♥

Ok, missão definida, você está desbravando o local. O que está acontecendo?
Tudo muito quieto, e isso não parece bom. Não tem nada limpo ou bonitinho que deixe o local mais agradável. Eu só andei cinco passos pra frente e um pra trás, ainda não sei pra qual lado ir.

Ei. Você ouviu isso?
Não. Porque? O que você ouviu? Não cria coisas na minha mente!!

Ufa. Era só a sola do meu sapato fazendo barulhinho. Continuemos. A propósito, você não está mais sozinho. Fique atento.
Cara! Não faz isso! Eu realmente posso morrer de susto aqui! E o que você quer dizer com "você não está mais sozinho"?

Você provavelmente tinha algum instrumento com você. Se for uma lanterna, ela vai cair num buraco. Se for um celular, vai acabar a bateria. O que você vai fazer agora?
Wow, que sorte a minha né. Míope, no escuro e pelo que eu entendi, eu não estou sozinha. Eu fecho os meus queridos olhos e penso na montanha de comida que aqueles bobocas vão ter que me dar por um bom tempo. Respiro. Ok, vamos assim mesmo. E vamos pela direita.

Você acaba de se dar conta de que está perdido no local e não consegue mais ouvir seus amigos. Qual a primeira coisa que te passa pela cabeça?
Fudeu!

Tem algo atrás de você. Mas você não pode ver. E agora?
Eu tento achar a parede e me abaixo. Fecho os olhos e espero não morrer.

Parece um plano. Continue assim. Enquanto isso, você percebe que está cada vez mais escuro. O que você faz?
Chorar é uma opção?

Tem algo aqui. O que é?
Teia de aranha. Eca.

Certo. Qual o seu plano pra se livrar disso?
Eu sou meio fresquinha e acabo me esquecendo por um segundo que estou na casa, e começo a fazer um certo drama e tentar tirar as teias de cima de mim.

Você não conseguiu se livrar disso. Agora, está ouvindo vozes. Não são seus amigos. O que você faz?
Eu volto pra parede e fico bem quieta. Tudo bem, talvez não tão quieta porque estou chorando muito.

Bom, a essa altura você já amaldiçoou todos os seus amigos, a sua sorte e toda a sua árvore genealógica. Qual o plano?
Eu preciso sair daqui! Nenhuma comida do mundo está valendo a pena no momento. Eu tento me levantar e voltar por onde eu vim.

Em meio a seu desespero, você encontra um objeto que pode te ajudar. O que é, e como você vai usá-lo?
Olha só é um ... garfo? Quem esquece um garfo em uma casa velha? Bom, parece de prata. Se aqui tiver um lobisomem, eu estou no lucro. Certo?

Em posse do seu plano e do seu objeto, você chega a um novo ambiente no local. Descreva o lugar.
Aqui parece uma sala onde as pessoas faziam suas refeições. É estranho porque, a mesa está posta e na ponta da mesa está faltando um garfo.

Neste ambiente, você encontra um caderno, parece um diário. Como ele é?
Velho, sujo e é um pouco difícil abrir.

Você eventualmente descobre que o diário foi escrito por você. Você está morto há 33 anos, e sua alma está presa ao local. Algo te impede de seguir adiante e, se você não descobrir o que te prende no mundo terreno, está fadado a repetir o mesmo ciclo todos os dias, por toda a eternidade. Qual a sua reação?
WHAT?? Quer dizer que eu morri? Eu estou com medo de mim agora.

Imagem relacionada

Você consegue se lembrar o que te prende no plano terreno?
Eu sentei em das cadeiras e minha cabeça começou a doer. Estou tentando lembrar, mas é tudo muito confuso, tudo muito vago.

Havia algo com você no meio da história. Está de volta. Você pode fugir ou interagir. Tomada a sua decisão, o que acontece?
Eu estou tão chocada com a noticia que acho que vou ficar por aqui mesmo. Não, acabei de lembrar do quadro gigante. Será que eu estou nele? Eu vou lá ver.

Você está caindo. O que está acontecendo?!
Nessa hora eu me senti a Alice no país dos horrores.

Você acordou na sua cama. São 5:55 da manhã. Foi tudo um sonho?
Isso não é um sonho e sim um dos piores pesadelos que eu já tive! Mas estou aliviada por estar no meu quarto.

Você começa a seguir sua rotina. Há uma sensação de deja vu. O que você está pensando?
De como aquele pesadelo foi real. A sensação do medo, o choro e depois descobrir que eu na verdade estava morta era ruim. Aquilo estava me apertando o peito.

Você acaba de descobrir algo relevante para a história. Nos conte!
Quando peguei o diário e quis abrir, tive que fazer uma certa força porque ele tinha um cadeado, bem velho por sinal, o que ajudou pois eu o abri com a mão. Depois de pensar sobre isso no banho, lembrei que eu tinha um colar com uma chave pequena. Por incrível que pareça, eu não me lembro de como eu consegui aquele colar.

Com a sua descoberta, a história tem um plot twist (reviravolta). O que está acontecendo agora?
Quando encontrei o colar com a chave, foi automático. Parece que todas aquelas imagens turvas na minha cabeça tinham clareado. A chave não era do cadeado, e sim de um baú  pequeno onde eu coloquei coisas que provam que eu estava sendo perseguida por alguém que queria me matar. Será que ainda está no mesmo local que eu escondi? Espera, eu ainda estou viva ou será que eu renasci para vingar minha morte? Tô confusa ainda u.u

Você está de volta ao local. Explique.
Depois de pensar muito se ia seguir com essa história ou não, eu fui até a casa para investigar mais e recuperar o bendito baú, mas é claro que eu não fui sozinha né. Levei uns amigos e disse que tinha perdido uma chave importante. Eles toparam e até entraram comigo, e dessa vez fomos em um horário mais calmo.

Você precisa realizar uma ação. Qual?
Quando chegamos lá, fomos todos juntos até o local onde eu disse que tinha perdido a chave, mas é claro que era o local onde o baú estava. Depois de recuperar meu baú, dei a ideia de darmos uma volta pela casa, fomos até o quadro gigante e eu reparei que os rostos daquela família estavam queimados. Depois de muitos sustos idiotas feito por amigo que diz não ter medo de nada, fomos embora.

Depois de tudo, você só consegue pensar em uma coisa: o que é?
Eu ainda não abri o baú, e nem sei se quero mesmo fazer isso. Quero esquecer que eu entrei naquele lugar, mesmo se foi um sonho.

Parabéns! Você chegou ao final. Você sobreviveu?
Aparentemente, sim.

Tem certeza?
Eu ainda sinto fome, então, sim.

Mesmo, mesmo?
Mesmo, mesmo!

Você se depara mais uma vez com o diário. O que está escrito?
Meu Pai do céu! Como esse treco veio parar aqui? Não lembro de ter pego, sei lá. Bom, eu vou dar só uma olhadinha. Parece que na minha suposta vida passada, eu era uma mimada e cheia de problemas idiotas. Tem algumas folhas que estão um pouco queimadas, mas ainda consigo ler. Tem só algumas pistas do que andava acontecendo naquela época, parece mais que eu estava imaginando coisas. Ok, eu vou abrir o baú para saber mais, e ainda bem que eu fiz isso porque todas as respostas estão aqui.

Com o que você descobriu, coloque um fim nessa estória, de uma vez por todas!
Eu descobri na verdade, que a dona do diário não era eu, e sim uma garota que foi assassinada por um mostro, e que ela queria minha ajuda para colocar o doido no inferno. Como eu nunca matei ninguém e quero continuar assim, eu só entreguei as provas que estavam no baú e o diário para a policia, e deixei o resto com eles. Fim!

image

Gente do céu, eu me atrasei toda neste post. Primeiro, eu resolvi começar a escrever essa história de madrugada (certinho viu) Eu sou tão cagona que fiquei com medo até de continuar pensando em coisas horrorosas para terminar esse post. Segundo, minha mãe apareceu atrás de mim perguntando o que eu ainda estava fazendo acordada ... Imagina você, no seu quarto com os fones de ouvido, pensando em coisas de terror e do nada aparece alguém atrás de você. Imaginou? Então sabe mais ou menos o grito que eu dei XD Agora eu estou rindo, mas na hora eu quase morri u.u
Ultimas Novas
O blog completou 3 anos no dia 22 de Outubro! E sabe como eu comemorei esse ano? Passando roupinhas de bebê ♥ Ainda falta lavar algumas coisas e montar o berço, mas tudo vai estar pronto até a minha neném nascer. Eu ainda estou pensando em fazer um bolo de caneca para comemorar o aniversário do blog, então vai ser uma coisa atrasada, mas vai ter sim. (Não seria meu blog se eu comemorasse no dia certo kkk)

O Emotion Contest acabou faz tempo e eu não ganhei 😕 Cheguei apenas no top10, mas tudo bem, eu sempre gosto de participar e ver o que as pessoas acham do meu blog. Vou deixar aqui as plaquinhas lindas que ganhei nessa edição.

clique nas imagens para ampliar

Por hoje é isso pessoal, espero que tenham curtido o post assim como eu. Beijos e até a próxima! o/

Marcadores: ,

Escrito por Nat às 07:02        1 Comentário/s
Blogger Shana disse...
6 de novembro de 2017 21:46
Oi Nat <3 uma pena que não deu pra participar da blogagem, mas adorei sua história, hahaha! Ri muito da situação, me perdoe XD Principalmente das teias de aranha, hahaha!
Aii, imagino a sua ansiedade agora! Sua barriga deve estar enoooorme né? Espero que dê tudo certo e sua pequena nasça saudável ♥
Beijinhos!

Postar um comentário

Muito obrigada pela sua visita e por comentar!! Espero que volte ❤